Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2009

Inspiração

O sumiço não é por falta de vontade de escrever, nem porque não tem nada pra falar. Nem mesmo falta de tempo é a responsável por tanto tempo sem dar o ar da minha graça aqui.

O problema mesmo é o timing da inspiração: as melhores idéias e os melhores textos só chegam momentos antes do sono, quando eu já estou confortavelmente deitada, com meu edredon quentinho, pronta para meu repouso... e daí vem o texto inteiro na minha cabeça. Várias vezes. Eu até fico repetindo e repetindo as palavras em silêncio, tentando não esquecer pro dia seguinte, mas é em vão: chega a manhã e eu não lembro nem o assunto.

Quem sabe daqui a pouco as palavras não se comportam e chegam em um domingo à toa, ou na hora do almoço enquanto eu ainda tenho 15 minutos de intervalo e nada pra fazer? Enquanto isso, esperemos. ;)

Sinais

Esses dias fui comprar uma bota nova. Queria uma preta, de cano alto, mas achava que jamais ia ter coragem de usar. No sábado teve uma festa da escola, e achei que ia ser uma boa hora pra procurar a bota.

Na primeira loja que entrei, me apaixonei por uma. Experimentei, olhei, tirei; coloquei de novo, andei, dei volta, olhei no espelho, fiz caras e bocas... tava na maior indecisão, quando de repente começou a tocar na loja nada mais nada menos que...

you can dance, you can try having the time of your life
see that girl, watch that scene, dig in the dancing queen!


Depois disso, não tive mais dúvidas: peguei a bota e fui pagar na mesma hora.

Gente, não dá pra ignorar um sinal desses, né?! ;P

Olha o resultado:


E pra quem se empolgar...

Saudade

O negócio é que eu preciso de raízes, e às vezes me pego pensando se eu devia ou não criar laços tão profundos aqui. Afinal, daqui a pouco a gente voa de novo, e lá vai a saudade apertar em dobro, de novo, do jeito que eu já bem conheço.

Mas é impossível, pra mim, não me encantar com as pessoas que conheço, não querer saber mais, rir mais. Estar no mundo significa também fazer parte do mundo dos outros, e ter pessoas queridas no meu mundo.

O que eu acho mesmo é que a saudade nunca mais vai sair da minha vida. E eu agradeço por isso.