quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Sem sentido

Tem coisas que demoram tempo demais para serem entendidas. Tem coisas que não podem ser entendidas do jeito que a gente tá acostumado a entender, com raciocínio e motivos e explicações, e conversas, argumentos e cia. É preciso ir além; é preciso sair do corpo para compreender e aceitar algumas coisas.

E foi o que eu fiz, sem querer e sem saber, hoje. E eu soube que tudo tava mesmo entendido, sem nó, quando recebi, com surpresa e alegria, um email de uma amiga que há muito eu não falava. Na hora eu soube: as coisas tão em seu lugar, fluindo.

Agradecida.

Um comentário:

Luisa disse...

isso é bem verdade... o difícil é manter essa serenidade quando enquanto o tal "sentido" não chega...
eu to aqui esperando o meu... sem unhas... mas tô... =D