domingo, 25 de janeiro de 2009

Hockey!

Depois do futebol americano, ontem foi a vez de assistirmos de perto uma partida de hockey. O melhor mesmo é tentar entender os gritos e rituais da torcida - além, é claro, de ver os jogadores trombando nas paredes! ;)

Começamos com a distribuição de jornais. Um carinha animado andando pela arquibancada, perguntando quem queria jornal. A primeira pergunta foi a mais óbvia: "What the hell...?" Você vai pro jogo e ganha um jornalzinho?! Pra ler no intervalo? Embrulhar o que sobrar do cachorro quente? Levar pro banheiro em caso de emergência? Nada disso! Enquanto o locutor chama o time adversário, a torcida fica sacudindo a folha de jornal, fazendo um baraulho que lembra vaia; e depois jogam bolinhas de jornal no campo, pra fazer um efeito. A-há!!!

Tem também que quando o juiz apita, todo mundo levanta a mão (uma só, atenção aos detalhes) e fica sacudindo; depois todos falam alguma coisa (que lembra mais ou menos "sísísí blablabla), apontando os dedos para os jogadores. Especialistas acreditam que a torcida crê que esses gestos trazem má sorte para o time adversário, mas ainda não temos certeza.

O legal mesmo são os gritos da galera. Qualquer torcida brasileira vai ter um grito mais ou menos assim:
- HEYB#@$%(!!!! VAI TOMAR NO %^ SEU ?+}&^%$gthf!!!!, e por aí vai.
Pros nossos padrões, a torcida daqui chega a ser ingênua:
- Hey, Gordon! Your father called - and he said: YOU SUCK!
(depois ligam a mãe, o irmão, o amigo...)

E quando tem gol do nosso time? Depois de comemorar todo mundo aponta o dedo pro goleiro adversário e fala: "This is all your fault!"

Bonitinho, né?! Imagina um brasileiro, no Maracanã, depois daqueeele frango, falar pro goleiro "É tudo culpa sua! Seu fedido!" Surreal.

Mas o ponto alto do jogo foi quando 2 jogadores tropeçaram um no outro, e a lâmina do patins de um atingiu o braço do segundo. UUUUIII. Doeu. Sai o jogador com o braço sangrando e aquela cara de alegria... :/ teve também um que levou uma tacada perigosa NAQUELE lugar. AI!!!

Cornell perdeu o jogo - segundo o Marcel, a galera aqui só sabe estudar mesmo, porque de resto... tá fraco - mas eu nem liguei muito. Fiquei até o último segundo, torci, pulei, falei que a mãe do goleiro falou que ele suck também, fiquei nervosa e me diverti horrores :)

Agora preciso ir pro beisebol!!! \o/

4 comentários:

Lu disse...

GO BIG RED!
Hahahahah
Meu time favorito de losers.
Te amo, minha globalizada.
Beijofazmeuscrapbook.

Van disse...

dizem que beisebol é meio chatinho... mas como estou adorando os escritos antropológicos de estranhamento dos esportes americanos aguardo cenas dos próximos capítulos.

Luisa disse...

Foi um dos posts que eu mais gostei na minha vida inteira!!! Tá muito boa a sua descriçao de um jogo de rockey... eu agora to morrendo de vontade de ir em um tb! Essa história do jornal foi a melhor! =D

Felipe disse...

HAHAHAHAHAHAHA

muuuuuuuito booooooooom!

HEY, TAAAALI, YOOOOOUUUUU ROOOOCK!

YOOOOOU ROCK!

YOOOOU ROOOOCK!