domingo, 19 de abril de 2009

Paixão

Não tem dor mais feliz do que um pé doendo de tanto dançar.

O pé cansado agradece, na verdade, o tanto de rodopios, passos, pra lá, pra cá, tantos movimentos.

As pernas, meio tontas de irem de um lado pro outro, respiram aliviadas: foi pra isso, pra se fazerem felizes na dança, que as pernas foram feitas.

A cabeça voa, leve e inspirada. E suspira... ah, como é bom. A vida que gira mais rápido durante mil rodopios seguidos; a confiança que as mãozinhas pra cima inspiram; o ritmo que entra no peito e lá se instala; a felicidade de dançar e dançar e dançar a beleza de ser uma eterna aprendiz.

Me gusta. Mucho.

4 comentários:

Juliana Seidl disse...

Me gustan las mañanas, me gusta tu. Me gusta la danza, me gusta tu. Me gustan los pies doloridos después de mucha danza hasta de mañana, me gustas tu. =)

Van disse...

iupiiiii
as férias da dança acabaram
sabia que minha professora não me abandonaria pra sempre
:)

Anônimo disse...

Querida Nathalia,
Recebi um email da Thereza falando do seu blog. Imaginei que fosse um ato de corujice explícita. Mas li e reli e fui até o fim de todos os outros posts. Achei lindo. Você tem um jeito de escrever que parece que está conversando com quem lê. E, quem lê, já se sente amiga, confidente, enfim, íntima. O último post - de 19 de abril - você escreveu não o seu sentimento, mas o sentimento de toda mulher (será que de homem também?) quando se acaba na dança. Por mais que os pés cansem, o coração continua a bailar. Pura paixão. Parabéns Nathalia e não deixe de escrever. Sempre. Para a alegria de seus leitores. Abreijos, Ana Maria

Anônimo disse...

Ih, Nathalia, falei tanto do seu blog que esqueci de lhe dar o endereço do meu. Dê uma passeada por lá:
http://blog.clickgratis.com.br/anamarialopes

Tem duas colaborações do meu amigo Geniberto. Abreijos, Ana Maria